Compartilhe:

Homem é agredido após se masturbar perto de passageira em trem no Rio de Janeiro

RondoniaInfo Homem é agredido após se masturbar perto de passageira em trem no Rio de Janeiro

Vídeo:

De acordo com a Supervia, concessionária responsável pelo transporte ferroviário no Estado, a composição do ramal Japeri passava pela estação Engenho de Dentro, na zona norte carioca, no momento do crime. A Polícia Militar foi acionada e conduziu o infrator para a delegacia da região.

A Polícia Civil informou que o homem, identificado como Rafael da Silva Bayma, 27, um ex-militar da Marinha, foi preso e autuado pelo crime de assédio sexual. A pena varia entre um e dois anos de prisão.

Um vídeo publicado pela página "Plantão Policial Nilópolis", no Facebook, mostra a revolta dos passageiros com a atitude do suspeito. Um homem o agarra pelo pescoço e o empurra até que ele caia no chão. Na sequência, ele é agredido com socos e pontapés.

À reportagem da "Band", a vítima afirmou que chegou a pedir desculpas ao suspeito, pois acho que ela havia esbarrado nele. "Senti bater no meu braço. Achei que eu que tinha esbarrado e pedi desculpas. Do nada, começou uma velocidade mais forte e, quando eu olhei, ele já estava quase ejaculando. Foi quando eu saí e fiz um escândalo dentro do trem", disse ela, que é casada e mãe de um menino de dez anos.

"Você fica sem reação. Você perde o sentido, a perna trêmula. Eu só gritava e gritava pedindo ajuda", completou.

Ainda segundo a Supervia, essa é a segunda vez, em uma semana, que a equipe de segurança da empresa registra esse tipo de fato. Em 27 de setembro, caso semelhante de assédio ocorreu em um trem que seguia de Santa Cruz, na zona oeste, para a Central do Brasil, no centro. O suspeito também foi detido pela PM.

Desde 2006, a concessionária registrou 63 queixas de assédio sexual no sistema ferroviário, tanto no interior dos trens quanto nas estações. Desse total, dez ocorreram neste ano --seis homens foram presos ou detidos acusados de praticar crimes dessa natureza.

Fonte: UOL