Compartilhe:

Vídeo: Frentista é executado após discussão por causa de cobrança no cartão de crédito

RondoniaInfo Vídeo: Frentista é executado após discussão por causa de cobrança no cartão de crédito

O assassino chegou ao local a pé e fugiu correndo do local. A polícia afirma que ele foi comemorar o próprio aniversário.

Vídeo:

Uma câmera de circuito interno de TV registrou o momento em que o frentista José Rubens Dutra de 49 anos foi morto a tiros no posto de gasolina que ele trabalhava em Cariacica, Espírito Santo. O crime aconteceu no último sábado (30) e chocou a população.

A vítima e o atirador se desentenderam por conta de uma cobrança no cartão de crédito, por volta das 18h30. O homicida se chama Alex Delfim de Paula e tem 39 anos. O homem voltou meia hora após armado e executou o trabalhador. É possível notar nas imagens registradas pela câmera que Alex chega ao posto e segue andando em direção a José Rubens. Então, um carro branco para ao lado do frentista para o atendimento. Porém isso não impede o assassino de chegar perto e alvejar o homem. O motorista do carro foge do local.

Após matar o frentista, o homicida deixa o frentista jogado ao chão e volta para atirar mais uma vez. O assassino foi preso em seguida, quando comemorava o próprio aniversário com sua família após cometer o crime. Ele foi de carro até a casa de sua ex-esposa em Mucurici, onde haveria uma festa para ele. Ele fez aniversário no dia 1º de outubro.

O caso aconteceu da seguinte forma: segundo a polícia, Alex chegou ao posto Valentim de táxi, que fica na BR-262, próximo à entrada de Campo Grande para comprar gasolina em um galão. O carro dele, um Honda Civic, havia ficado sem gasolina próximo ao posto. Ele entregou o cartão de crédito ao frentista que cobrou o valor e fez o procedimento para a cobrança. Entretanto, a transação não foi autorizada e o frentista disse que Alex havia digitado a senha incorreta. O homem não gostou e afirmou que o frentista queria roubá-lo, passando o cartão duas vezes.

Os dois discutiram e Alex, que estava com o filho de dez anos no táxi passou o cartão novamente. Ele disse que voltaria para "resolver" o caso. Algumas pessoas que viram a situação informaram aos policiais que o assassino tinha sinais de embriaguez.

O homicida voltou ao local por volta de 19h e cumpriu sua promessa: voltou ao posto e atirou várias vezes contra o frentista. Um cliente e outro funcionário do posto fugiram para não serem alvejados também. A ação durou dois minutos. Uma testemunha afirma ter ouvido sete tiros. Cinco projéteis, segundo a Polícia Civil, acertaram o frentista.

José Rubens, a vítima, era evangélico, trabalhava no local há oito anos e morava no bairro Oriente, Cariacica. Ele era, segundo colegas, muito querido e tranquilo. Deixou três filhos e duas netas, além de sua esposa.

Fonte: News365
Foto: Vitor Jubini/A Gazeta